Síria: Estados Unidos anunciam ter abatido dirigente da Al-Qaida

O exército norte-americano anunciou, na sexta-feira, ter abatido um dirigente do grupo extremista Al-Qaida, num ataque com ‘drone’ na Síria.

“Um ataque aéreo norte-americano realizado hoje [sexta-feira] no noroeste da Síria matou o dirigente da Al-Qaida Abdul Hamid al-Matar”, indicou o comandante John Rigsbee, porta-voz do comando central do exército dos Estados Unidos (Centcom), em comunicado.

“Não identificámos qualquer sinal de vítimas civis, na sequência do ataque, realizado por um ‘drone’ [aparelho não tripulado] MQ-9”, acrescentou, sobre a ação realizada na região de Soulouk, no norte da Síria, sob controlo turco.

O porta-voz não indicou se a ação era uma represália ao ataque, na quarta-feira, contra a base de Al-Tanf, no sul, utilizada pela coligação internacional liderada pelos EUA perto das fronteiras com a Jordânia e o Iraque.

A “Al-Qaida continua a representar uma ameaça para os Estados Unidos e aliados”, afirmou.

O grupo “utiliza a Síria como uma base recuada para se reconstituir, coordenar-se com afiliados e planear operações no estrangeiro”, acrescentou.

“A eliminação deste dirigente da Al-Qaida vai afetar a capacidade da organização terrorista de planear e perpetrar atentados contra cidadãos norte-americanos, os nossos parceiros e civis inocentes”, salientou.

O Pentágono tinha eliminado, no final de setembro, um outro “dirigente da Al-Qaida” na Síria, Salim Abu-Ahmad, num ataque aéreo perto de Idleb, no noroeste do país.

Cerca de 900 soldados norte-americanos permanecem destacados no nordeste sírio e na base de Al-Tanf, no sul.

EJ // EJ

Lusa/Fim

(Visited 4 times, 1 visits today)

You might be interested in