Produtora portuguesa obtém financiamento do festival de Tribeca para filme nos Açores

A produtora portuguesa Wonder Maria Filmes vai produzir a primeira longa-metragem da realizadora norte-americana Lilian T. Mehrel, que contou com quase um milhão de euros de financiamento pelo Festival de Cinema de Tribeca, nos Estados Unidos.

Em declarações à agência Lusa, a produtora Andreia Nunes, da Wonder Maria Filmes, explicou que obteve este mês um milhão de dólares (cerca de 935 mil euros) de financiamento naquele festival de cinema, com “Honeyjoon”, um projeto de primeira obra de ficção da realizadora norte-americana Lilian T. Mehrel, que vai ser rodado ainda este ano nos Açores.

“Financiar um projeto destes de uma realizadora não-portuguesa em Portugal não é óbvio. […] Ela enviou-me o projeto, li-o, e como se passa inteiramente nos Açores e havia alguma coisa da história original dela que me movia pessoalmente, fiquei interessada em acompanhar o projeto”, contou a produtora.

Andreia Nunes e a realizadora submeteram o projeto ao programa “Untold Stories” do festival de Tribeca e conseguiram, entre mais de 400 candidaturas, obter um milhão de dólares de financiamento e garantia de estreia do filme na edição de 2025 do evento.

“É um enorme privilégio, acima de tudo, e sendo uma empresa que está a começar, que estamos ainda numa fase muito grande investimento, pessoal também, de tentar que os nossos projetos existam e aconteçam, isto é uma oportunidade imensa e inacreditável de conseguirmos mais rapidamente ter um projeto feito e produzido”, sublinhou Andreia Nunes.

A produtora Wonder Maria Filmes foi fundada em 2020, tendo um catálogo que inclui, entre outros, os documentários “Big Bang Henda”, de Fernanda Polacow, sobre o artista visual angolano Kiluanji Kia Henda, “As Fado Bicha”, de Justine Lemahieu, e a longa-metragem “O último verão”, de João Nuno Pinto, em finalização.

Andreia Nunes, que anteriormente produziu a curta-metragem “Um caroço de abacate”, de Ary Zara, considerou ainda que este financiamento obtido nos Estados Unidos “é uma oportunidade maravilhosa, porque todos os projetos à volta [da produtora] naturalmente vão beber um bocadinho desta atenção”.

“Honeyjoon”, que se inspira na história de vida da realizadora, de ascendência alemã e iraniana, é sobre uma viagem de uma mulher e da filha dela, depois da morte do marido.

“Lela, uma curda-iraniana, e a sua filha da diáspora, June, fazem uma viagem à maravilhosa ilha de S. Miguel nos Açores para recuperarem o gosto pela vida após uma grande perda. Mas a vida, e uma à outra, continuam a atrapalhar as suas intenções”, lê-se na sinopse.

Na apresentação do projeto, Lilian T. Mehrel explicou que o projeto é sobre a relação entre mães e filhas, sobre luto e superação e é também uma celebração sobre a condição da mulher, tendo ainda como pano de fundo o movimento “Mulher, Vida Liberdade”, iniciado no Irão depois da morte da estudante Mahsa Amini, em setembro de 2022.

Lilian T. Mehrel é autora de várias curtas-metragens, produzidas desde 2012, e do livro ilustrado “Muchijoon: a Hybrid Story”, sobre a família.

O orçamento total do filme “Honeyjoon” rondará pelo menos os 1,3 milhões de euros e será rodado integralmente na ilha de São Miguel, nos Açores, com a produtora Andreia Nunes a querer que seja sustentável, envolvendo a economia local.

“Do ponto de vista humano, tentar ter figurantes locais assim como alguns elementos de equipa. Queremos trabalhar ao máximo com fornecedores locais, no catering, veículos, transportadores e que a pegada seja menor; usar equipamentos mais leve, iluminação LED, evitar geradores”, elencou.

Para Andreia Nunes, enquanto produtora portuguesa, “é cada vez mais interessante, para os filmes terem mais financiamento, olhar para fora e unir esforços com outros produtores, distribuidores e agentes de vendas, para ter mais orçamento”.

“E depois na fase final de distribuição é mais interessante, porque vamos conseguir atingir outros públicos. Uma coisa leva à outra”, disse.

SS // TDI

Lusa/fim

(Visited 14 times, 1 visits today)

You might be interested in