Euro2024: Martínez afasta “revolução” com a Geórgia e anuncia titularidade de Ronaldo

 O selecionador Roberto Martínez anunciou hoje a titularidade de Cristiano Ronaldo frente à Geórgia, no fecho do Grupo F, e rejeitou que Portugal esteja já a pensar nos oitavos de final do Euro2024 de futebol.

“Preparámos o jogo para ganhar. Acho que a integridade do torneio é essencial. É um jogo importante porque o resultado vai mostrar quem vai ser e não vai ser apurado. A Geórgia fez um Europeu muito interessante, podia ter vencido a República Checa no último lance do jogo. Foram muito competitivos contra a Turquia. Nós precisamos de continuar com o mesmo foco e ganhar“, afirmou Roberto Martínez.

O selecionador nacional falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antevisão do Géorgia-Portugal, encontro da terceira e última jornada do Grupo F, na Veltins Arena, em Gelsenkirchen.

Portugal vai entrar em campo já com o apuramento garantido bem como o primeiro lugar do agrupamento assegurado.

“O foco é o jogo de manhã [quarta-feira]. Não pensamos ainda nos oitavos de final e no adversário. O adversário não é importante agora. Vai ser importante no dia 01 de julho. Agora, o que importa é a Geórgia”, referiu o técnico espanhol.

Martínez confirmou que vai proceder a várias alterações no ‘onze’ inicial de Portugal, mas voltou a rejeitar a palavra “revolução” e avançou mesmo com a titularidade de Diogo Costa e também de Cristiano Ronaldo.

“Posso dizer que o capitão vai estar na equipa inicial. É importante. Fez apenas um jogo de preparação. A sua época foi muito consistente e tem jogado todos os jogos, fez muitos minutos no seu clube. Para continuar com o ritmo competitivo, não é bom parar agora para depois reativar em seis dias”, explicou o treinador de 50 anos.

Já Nuno Mendes, Diogo Jota e Gonçalo Ramos estão aptos para o jogo, embora ainda com limitações físicas, que os impedem de fazer os 90 minutos.

“Claro que todos querem estar no ‘onze’, jogar 90 minutos, mas também têm consciência de que são muito importantes. Se queremos ganhar como nação, como seleção, precisamos de todos a ajudar. No relvado, fora dele, no treino. O nível de treino está a ser incrível e os nossos desempenhos são a prova disso”, explicou Martínez.

O selecionador nacional voltou a comentar ainda os episódios de invasões do relvado por parte de adeptos à procura de chegar perto de Ronaldo, algo que aconteceu no primeiro jogo com a República Checa, em Leipzig, e depois com mais intensidade no encontro com a Turquia, em Dortmund.

“Espero que não haja mais invasões. São perigosas e não são boas para a imagem do futebol, não é uma parte do jogo que queremos ver”, frisou.

O Geórgia-Portugal está agendado para quarta-feira, às 21:00 locais (20:00 em Lisboa), na Veltins Arena, em Gelsenkirchen, e terá arbitragem do suíço Sandro Scharer.

A seleção lusa já está apurada para os oitavos de final e tem assegurado o primeiro lugar do Grupo F, em que soma seis pontos, depois de ter vencido a República Checa (2-1) e a Turquia (3-0), enquanto a Geórgia tem um ponto, após perder com os turcos (3-1) e empatar com os checos (1-1).

LG/AJO // MO

Lusa/fim

(Visited 39 times, 1 visits today)

You might be interested in