Polícia norte-americana resolve homicídio com 48 anos

A polícia do Colorado, nos Estados Unidos, resolveu o caso da morte de uma mulher, 48 anos após o crime ter acontecido.

O Notícias ao Minuto lembra que Teree Becker, de 20 anos, foi vista pela última vez no dia 4 de dezembro de 1975 quando apanhou boleia para ir visitar o namorado.

O corpo de Teree encontrado por um casal, no dia seguinte, num campo juntamente com as roupas e outros pertences pessoais. A polícia descobriu, na altura, que a vítima tinha sido violada e asfixiada, mas só agora se chegou ao nome do criminoso. 

De acordo com a CBS News, a polícia conseguiu, através de um perfil de ADN, chegar ao nome de Thomas Martin Elliott, entretanto falecido. A polícia conseguiu uma autorização para exumar o corpo, em dezembro. As amostras de ADN retiradas das ossadas de Elliott permitiram comprovar a compatibilidade com o assassino de Teree Becker. 

“Estamos entusiasmados por termos conseguido resolver este caso arquivado”, disse o Departamento de Polícia de Westminster. 

Os detetives descobriram que o homem tinha estado seis anos preso, devido a um roubo praticado antes do homicídio da jovem. Após ser libertado, Elliott cometeu um crime contra uma criança e acabou por ser novamente condenado a 10 anos de cadeia. 

Depois disso, o homem voltou a cometer o homicídio que levou ao registo do seu ADN nas plataformas da polícia. Elliott acabou por se suicidar, em outubro de 1991. 

(Visited 6 times, 1 visits today)

You might be interested in