Nikki Haley avança apesar de derrota no Nevada

Os aliados de Donald Trump no Partido Republicano (GOP) do Nevada garantiram hoje a vitória de “nenhum destes candidatos” nas eleições do partido naquele Estado dos EUA, negando a primeira vitória a Nikki Haley, mesmo sem Trump na corrida.

Conforme avança a Associated Press (AP), um distante segundo lugar atrás de “nenhum destes candidatos” foi um novo golpe para Haley, facilitado pelos firmes aliados de Trump que lideram o Partido Republicano do Nevada.

O site Noticias ao Minuto avança que os aliados do ex-Presidente dos Estados Unidos da América (EUA) já se tinham movimentado para garantir que Trump tivesse o controlo dos 26 delegados do estado, que serão premiados nas primárias, na quinta-feira, onde Trump enfrenta apenas oposição simbólica.

Formalmente, a campanha de Trump disse aos apoiantes apenas para se preocuparem com quinta-feira, mas muitos dos seus aliados nos comités republicanos estaduais e locais fizeram saber que ainda poderiam mostrar apoio a Trump, registando a sua oposição a Haley.

Nikki Haley, ex-embaixadora da ONU e governadora da Carolina do Sul, não fez campanha no Nevada, acusando os aliados de Trump de fraude.

“No final das contas, o desrespeito que Nikki Haley nos mostrou, foi simplesmente retribuído”, disse o presidente do Partido Republicano de Nevada, Michael McDonald, na noite de terça-feira.

Com 86% dos votos esperados contados, “nenhum destes candidatos” estava à frente de Haley por mais de dois para um.

Haley esteve hoje numa campanha de recolha de fundos e comício em Los Angeles, na Costa Oeste, antes das primárias da Califórnia, em 05 de março, dia conhecido como “Super-terça-feira”, devido às eleições primárias num grande número de estados.

“Um voto em Trump é um voto por mais caos”, defendeu Haley, numa publicação nas redes sociais, repetindo uma frase que pronuncia reiteradamente em discursos de campanha.

Os legisladores do Nevada acrescentaram “nenhum destes candidatos” como uma opção em todas as disputas estaduais após o escândalo de Watergate, como uma forma de garantir a participação dos eleitores que estão insatisfeitos com os candidatos apresentados.

“Nenhum destes candidatos” não pode ganhar um cargo eletivo, mas ficou em primeiro lugar nas primárias para o Congresso em 1976 e em 1978.

Também terminou à frente de George Bush e Edward Kennedy nas primárias presidenciais do Nevada, em 1980, para os seus respetivos partidos.

As convenções de quinta-feira são as únicas disputas no Nevada que contam para a indicação presidencial do Partido Republicano.

Mas foram vistos como especialmente inclinados a favor de Trump devido ao intenso apoio popular que exigem dos candidatos e às novas regras partidárias estaduais que o beneficiam ainda mais.

A campanha de Nikki Haley criticou as novas regras partidárias estaduais e recusou-se a pagar a taxa de 55.000 dólares (cerca de 51.000 euros) para competir nos ‘caucus’ e não fez qualquer esforço para fazer campanha no Nevada, optando, em vez disso, por fazer tudo no seu estado natal, a Carolina do Sul, onde os republicanos votam no final deste mês.

(Visited 13 times, 1 visits today)

You might be interested in