Covid-19: Mais de 600 mil pessoas vacinadas em quatro dias

Mais de 600 mil pessoas foram vacinadas contra a covid-19 desde segunda-feira, anunciou hoje a `task force´ que coordena este processo, que voltou a receber relatos de “comportamentos menos corretos” de utentes nos centros de vacinação.

Na quarta-feira “foram administradas cerca de 154.600 doses, estimando-se que hoje se alcance um valor semelhante. Desta forma, já foram vacinados, em Portugal continental, mais 600 mil utentes em apenas quatro dias”, adiantou a estrutura responsável pela logística da vacinação.

Segundo a `task force´, na segunda-feira cerca de 141.500 pessoas receberam a vacina contra a covid-19, na terça-feira o número subiu para os 155.600 e na quarta-feira foram administradas mais de 154.600 doses, o que, juntando aos números estimados de hoje, representa um total de mais de 600 mil inoculações.

“Apesar de alguns constrangimentos e perturbações e da inerente perda de qualidade do processo de vacinação nesta fase, a `task force´ agradece o comportamento cívico, tolerante e responsável da esmagadora maioria dos utentes”, adiantou a estrutura liderada pelo vice-almirante Gouveia e Melo em comunicado.

Apesar disso, continuam a chegar ao conhecimento da `task force´ “relatos de comportamentos menos corretos de alguns utentes para com os muitos profissionais que se encontram nos diversos Centro de Vacinação Covid”.

“Por esta razão, volta-se a reforçar o apelo ao respeito e consideração pelos muitos profissionais que dão diariamente o seu melhor para garantir a segurança e qualidade do processo de vacinação”, reiterou a mesma fonte.

Portugal está a acelerar o ritmo de vacinação devido à rápida disseminação da variante Delta do coronavírus SARS COV-2, considerada mais transmissível e que já é a predominante no país, estando disponível as modalidades de agendamento por mensagem SMS e telefonema, de “casa aberta” sem marcação prévia e de antecipação da segunda dose da vacina da AstraZeneca.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.135 pessoas e foram registados 899.295 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde. 

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia Brasil ou África do Sul.

PC // JMR

Lusa/Fim

(Visited 20 times, 1 visits today)

You might be interested in