Covid-19: Joe Biden rouco e com tosse apresenta melhorias e mostra trabalho

 Joe Biden, que está infetado com covid-19, surgiu publicamente com voz rouca e tosse, embora o Presidente dos Estados Unidos tenha assegurado que se encontra bem e a sua equipa médica garantido que está a melhorar.

O chefe de Estado norte-americano encontrou-se esta sexta-feira, por videoconferência, com a sua principal equipa económica.

Apesar da voz rouca e da tosse, Biden procurou dar um tom tranquilizador, assegurando: “Sinto-me muito melhor do que pareço”.

Na reunião que serviu para discutir o declínio nos preços do gás nas últimas semanas, os jornalistas foram autorizados a entrar num auditório da Casa Branca durante alguns minutos.

Quando perguntaram a Biden como se encontrava, o democrata mostrou um polegar para cima.

Já os médicos do Presidente explicaram que os sintomas leves de covid-19 de Biden estão a melhorar e que este está a responder bem ao tratamento.

Por outro lado, a Casa Branca procurou retratar a imagem de um Presidente no cargo, apesar da doença.

Biden teve temperatura elevada na quinta-feira, que diminuiu com Tylenol, de acordo com a mais recente nota de Kevin O’Connor, médico pessoal do presidente.

O governante também utilizou um inalador algumas vezes, mas não sentiu falta de ar, acrescentou.

Os principais sintomas de Biden foram congestão nasal, fadiga e tosse seca, mas esta sexta-feira o Presidente já tinha completado o primeiro dia de Paxlovid, o tratamento antiviral destinado a reduzir a gravidade da covid-19.

Outras medições como tensão arterial ou saturação de oxigénio estavam normais, segundo O’Connor, embora a Casa Branca não tenha divulgado números específicos.

Já o coordenador de resposta à covid-19 da Casa Branca, Ashish Jha, apontou que Biden estava de bom humor, dormiu bem, comeu um pequeno almoço completo e almoçou.

Ashish Jha contou que o democrata exibiu ainda o seu prato vazio, enquanto brincava que o seu único arrependimento era que, apesar de estar doente, o seu apetite “não tinha mudado”.

Por outro lado, a secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, explicou que Biden lhe confidenciou que está a trabalhar “mais de oito horas por dia”.

Karine Jean-Pierre adiantou também que 17 pessoas foram consideradas contacto de risco com Biden, incluindo membros da sua equipa mais próxima, mas que nenhum testou positivo.

O coordenador de resposta à covid-19 da Casa Branca referiu que Biden irá continuar isolado na Casa Branca durante cinco dias, sendo depois novamente testado.

A mensagem da Casa Branca, em torno de um Presidente com forças e a trabalhar, foi elaborada para aliviar as preocupações dos eleitores sobre a saúde de Biden, que aos 79 anos, é a pessoa mais velha a ser Presidente.

O caso de Biden está a ser considerado prioritário e Ashish Jha explicou esta sexta-feira que deverá ser conhecido na próxima semana a variante do vírus que Biden contraiu.

A subvariante BA.5 altamente contagiosa da Ómicron era responsável por 78% das novas infeções por covid-19 relatadas nos EUA na semana passada, de acordo com os dados mais recentes dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) divulgados na terça-feira.

DMC // RBF

Lusa/Fim

(Visited 7 times, 1 visits today)

You might be interested in