Biden garante que armas dos EUA não atingirão Moscovo ou o Kremlin

O Presidente dos EUA, Joe Biden, garantiu hoje que as armas que o seu Governo autorizou a Ucrânia a utilizar contra alvos militares em território russo não serão utilizadas para atacar Moscovo ou o Kremlin.

Na semana passada, o Presidente dos Estados Unidos deu luz verde, sob condições, à utilização de armas norte-americanas por Kiev contra alvos na Rússia perto da região de Kharkiv, de onde baterias de mísseis têm sido utilizadas para fustigar território ucraniano.

Questionado sobre se estas armas já tinham sido utilizadas por Kiev, Joe Biden não respondeu diretamente, mas garantiu que os Estados Unidos não permitiram que fossem utilizadas “para atacar 300 quilómetros dentro do território russo ou em Moscovo ou no Kremlin”.

“Elas devem ser usadas perto da fronteira no caso de ataques a alvos ucranianos” lançados pela Rússia, explicou Biden, numa entrevista à cadeia televisiva ABC.

Questionado sobre se estava preocupado pelos comentários do Presidente russo, Vladimir Putin, sobre o tema das entregas de armas ocidentais a Kiev, Joe Biden respondeu com um aviso.

“Conheço-o há 40 anos. Ele preocupa-me há 40 anos. Ele não é um bom homem. Ele é um ditador e está a lutar para manter o controlo sobre seu país enquanto lidera esta invasão”, disse Biden.

RJP // PDF

Lusa/Fim

(Visited 5 times, 1 visits today)

You might be interested in