Trump e Biden apelam aos votos dos apoiantes de Nikki Haley

O Presidente Joe Biden e o seu antecessor Donald Trump, prováveis candidatos pelos partidos democrata e republicano, respetivamente, às eleições norte-americanas de novembro, apelaram hoje ao voto dos apoiantes da desistente republicana Nikki Haley.

“Gostaria de convidar todos os apoiantes de Haley a juntarem-se ao maior movimento da história do nosso país”, disse Donald Trump na sua rede social Truth.

“Há um lugar para os apoiantes de Nikki Haley na minha campanha”, disse Joe Biden num comunicado publicado após o anúncio de suspensão da campanha da rival de Trump nas primárias para a nomeação republicana, elogiando a “coragem” da candidata em desafiar Trump.

Ao anunciar o fim da campanha, Haley afirmou que Trump, que é agora o único candidato do partido de direita, deve “fazer por merecer os votos” daqueles que não votaram nele.

“Cabe agora a Donald Trump ganhar os votos daqueles que, no nosso partido e não só, não o apoiaram, e espero que o faça”, disse Haley a partir de Charleston (sudeste), cidade do estado da Carolina do Sul, onde foi governadora.

“Na melhor das hipóteses, a política consiste em trazer as pessoas para as suas causas, e não em rejeitá-las. E a nossa causa conservadora precisa urgentemente de mais pessoas”, argumentou Haley.

A republicana de 52 anos, ex-embaixadora dos Estados Unidos na ONU, foi derrotada na terça-feira nas primárias da “Super Terça-Feira”, em que o ex-presidente Trump venceu 14 dos 15 estados republicanos em jogo.

O antigo presidente deverá ser nomeado candidato republicano na convenção do partido no próximo verão.

Biden, que também é praticamente certo que estará na corrida à nomeação presidencial do seu partido em novembro, insistiu também que há um lugar para os apoiantes de Haley no lado democrata.

Haley era especialmente popular entre os eleitores moderados e com ensino superior, círculos eleitorais que provavelmente desempenharão um papel fundamental nas eleições gerais.

A antiga governadora sai da corrida presidencial de 2024 tendo feito história como a primeira mulher a vencer uma disputa nas primárias republicanas, tendo derrotado Trump no Distrito de Colúmbia, no domingo, e em Vermont, na terça-feira.

(Visited 9 times, 1 visits today)

You might be interested in