Powell defende novas subidas das taxas de juro

O presidente da Reserva Federal (Fed) norte-americana, Jerome Powell, insistiu hoje que será necessário continuar a subir as taxas de juro porque o processo de “desinflação” começou há pouco.

“Pensamos que é necessário aumentar mais as taxas, como dissemos, e acreditamos que é preciso manter a política num nível restritivo durante um certo tempo”, afirmou Powell, numa intervenção no Economic Club de Washington, advertindo que não será um período “suave”.

Na passada quarta-feira, após uma reunião do comité de política monetária da Fed, Powell já tinha afirmado que são precisos mais sinais de que a inflação está a abrandar “de forma sustentada”.

Nessa reunião, a Fed decidiu subir as suas taxas de juro em 25 pontos base, um aumento mais moderado depois dos 50 pontos base decididos em dezembro.

A inflação homóloga abrandou em dezembro nos Estados Unidos para 5%, contra 5,5% em novembro, segundo o índice PCE publicado pelo Departamento do Comércio, um indicador que o banco central norte-americano privilegia.

EO // CSJ

Lusa/fim

(Visited 20 times, 1 visits today)

You might be interested in