Número diário de mortes desce para 213 em Espanha

Espanha registou, nas últimas 24 horas, 213 mortes devido à pandemia de covid-19, uma redução em relação aos 244 de quarta-feira, havendo até agora um total de 26.070 óbitos.

De acordo com o Ministério da Saúde espanhol, há 754 novos casos positivos, um número que mantém a tendência de redução dos últimos dias, elevando para 221.447 o total de infetados confirmados pelo teste PCR, o mais fiável na deteção do vírus.

Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 548 doentes, num total de 121.014 de pessoas que precisaram de ser internadas até agora.

O parlamento espanhol aprovou na quarta-feira o prolongamento por mais duas semanas, de 10 a 23 de maio, do estado de emergência, em vigor desde 15 de março, com o objetivo de lutar contra o novo coronavírus.

As propostas feitas quinzenalmente de prorrogação do estado de emergência pelo Governo minoritário, formado por uma coligação entre o Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) e o Unidas Podemos (extrema-esquerda), têm vindo sucessivamente a perder apoios, podendo esta ser a última.

A votação de quarta-feira foi marcada pela decisão do Partido Popular (direita), o maior da oposição, de se abster, quando até agora tinha sempre votado ao lado dos partidos que apoiam o executivo.

A Espanha iniciou na segunda-feira a primeira etapa de alívio das medidas em vigor de luta contra a covid-19, com a abertura parcial do pequeno comércio, como barbearias, cabeleireiros e restaurantes que passam a vender comida para levar.

O Governo espanhol deverá decidir até ao fim de semana quais são as províncias que podem passar à etapa seguinte do desconfinamento, que inclui a abertura de mais estabelecimentos (esplanadas e locais de culto entre outros) e o fim da obrigatoriedade de se fazer previamente marcações no comércio de rua, mas sempre com rigorosas condições de segurança e com entrada limitada.

O levantamento das medidas de confinamento em vigor só deverá terminar no final de uma quarta etapa, em finais de junho ou princípios de julho.

Espanha é o segundo país com mais mortos com a pandemia por cada milhão de habitantes (553 óbitos), depois da Bélgica (726) e antes da Itália (491), Reino Unido (443) e França (395), numa lista em que os Estados Unidos têm 226 e Portugal 107.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 260 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Face a uma diminuição de novos doentes em cuidados intensivos e de contágios, alguns países começaram a desenvolver planos de redução do confinamento e em alguns casos a aliviar diversas medidas.

(Visited 11 times, 1 visits today)

You might be interested in