NASA confirma que missão DART desviou órbita do asteroide Dimorphos

A NASA confirmou terça-feira que o impacto da sonda Double Asteroid Redirection Test (DART) contra o asteroide Dimorphos, localizado a cerca de 11 milhões quilómetros da Terra, conseguiu desviar a sua trajetória, como planeado.

O administrador da agência espacial norte-americana, Bill Nelson, destacou que, antes da colisão com o Dimorphos, a DART demorou 11 horas e 55 minutos a contornar outro corpo celeste – Didymos –, com o qual forma um sistema de asteroides duplos.

A sonda conseguiu reduzir a órbita em 32 minutos.

“Teria sido um sucesso se a tivesse desacelerado apenas cerca de 10 minutos, mas na verdade reduziu em 32”, disse Nelson, congratulando-se pelo êxito da missão realizada em setembro deste ano.

A DART colidiu com “sucesso” com o asteroide Dimorphos, naquele que foi primeiro teste da humanidade para defender a Terra de futuros objetos espaciais.

O choque ocorreu às 19:14, hora local na Costa Este dos Estados Unidos (00:14, em Lisboa), a 9,6 milhões de quilómetros de distância, com a DART a embater na pequena rocha espacial – lua do sistema binário também formado pelo asteroide Didymos – a 22.500 quilómetros por hora.

A missão de 325 milhões de dólares (cerca de 338 milhões de euros) foi a primeira tentativa de mudar a posição de um asteroide ou qualquer outro objeto natural do espaço.

JML // RBF

Lusa/Fim

(Visited 7 times, 1 visits today)

You might be interested in