Mais de 10.500 pessoas morreram em Gaza desde início do conflito

O Ministério da Saúde de Gaza, controlado pelo movimento islamita Hamas, anunciou hoje que 10.569 pessoas morreram nos bombardeamentos israelitas na Faixa de Gaza desde o início do conflito, a 07 de outubro.

Segundo o mais recente balanço divulgado pelas autoridades sanitárias do movimento islamita, entre as vítimas mortais figuram 4.324 crianças e 2.823 mulheres.

A 07 de outubro, o Hamas lançou um ataque surpresa contra o sul de Israel com o lançamento de milhares de foguetes e a incursão de milicianos armados, fazendo mais de 1.400 mortos e mais de duas centenas e meia de reféns.

Em resposta, Israel declarou guerra ao Hamas, movimento que controla a Faixa de Gaza desde 2007 e é classificado como terrorista pela União Europeia (UE) e pelos Estados Unidos, bombardeando várias infraestruturas do grupo em Gaza e impôs um cerco total ao território com corte de abastecimento de água, combustível e eletricidade.

Além das mortes, a ofensiva israelita no enclave provocou mais de 26.000 feridos e 2.450 desaparecidos, na maioria civis.

JSD // JH

Lusa/Fim

(Visited 7 times, 1 visits today)

You might be interested in