Governo antecipa medidas para conter a pandemia

O primeiro-ministro afirmou que o Governo optou por reforçar as medidas de combate à pandemia da covid-19 para prevenir já os efeitos da nova variante Ómicron, evitando ser forçado mais tarde a remediar.

Segundo a Rádio Comercial, esta foi uma das principais justificações apresentadas por António Costa na conferência de imprensa em que apresentou as novas medidas de prevenção e combate à pandemia da covid-19, horas depois de um Conselho de Ministros extraordinário que se realizou no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa.

Perante a situação de agravamento no número de infeções o Conselho de Ministros decidiu avançar com as seguintes medidas:

– Testes gratuitos nas farmácias passam de 4 a 6, por pessoa, por mês, em Portugal continental

– Redução de lotação em todos os espaços comerciais: 1 pessoa / 5 m².

Antecipação do período de contenção a partir da meia-noite de 25 de dezembro com:

– teletrabalho obrigatório;
– encerramento de discotecas e bares;
– encerramento de creches e ATL;

Teste negativo obrigatório para acesso a:

– estabelecimentos turísticos e alojamento local;
– casamentos e batizados;
– eventos corporativos;
– espetáculos culturais;
– recintos desportivos, salvo decisão da DGS.

Para o período de Natal e Ano Novo (24 e 25, 30, 31 de dezembro e 1 de janeiro):

– teste negativo obrigatório para acesso a restaurantes, casinos e festas de passagem de ano;
– proibição de ajuntamentos na via pública de mais de 10 pessoas na passagem de ano;
– proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública.



(Visited 17 times, 1 visits today)

You might be interested in