Criança internada no Hospital D. Estefânia por suspeita de infeção por Covid-19

Uma criança regressada da China foi encaminhada para o Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, por suspeita de infeção por novo coronavírus, após avaliação clínica e epidemiológica, informou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo a DGS, trata-se do 12.º caso suspeito por Covid-19 em Portugal. Contudo, o 11.º acabou por não ser validado depois de ter sido investigada a história clínica e epidemiológica da mulher que foi encaminhada para o Centro Hospitalar Universitário de São João.

A DGS adianta em comunicado que a criança está internada no Dona Estefânia, o hospital de referência pediátrico para estas situações, onde serão realizadas colheitas de amostras biológicas para análise pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

Numa informação divulgada hoje no seu ‘site’, a DGS lembra as “medidas sociais para pessoas regressadas da China ou de áreas afetadas”.

Seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a DGS afirma que “não existem restrições” à estada em Portugal de cidadãos regressados da China ou de outras áreas afetadas.

Para todos os que acolhem cidadãos da China ou de outras áreas afetadas, a Direção-Geral da Saúde recorda, que à data, é feito um “rastreio” à saída do aeroporto de origem, sendo mais uma medida para garantir a segurança dos cidadãos e tranquilidade de toda a comunidade.

Aconselha também o cumprimento de “medidas de higiene e de etiqueta respiratória”, como a lavagem frequente das mãos com água e sabão, ou usar em alternativa uma solução à base de álcool, o uso de lenços de papel, tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos e evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias.

As pessoas regressadas da China ou de uma área afetada devem estar atentas ao surgimento de febre, tosse e eventual dificuldade respiratória. Se surgirem estes sintomas, não se devem deslocar aos serviços de saúde, mas ligar para o SNS24 – 808 24 24 24, e seguir as orientações que lhes forem dadas.

“Por regra não se recomenda qualquer tipo de isolamento de pessoas sem sintomas”, afirma a DGS, lembrando que estas medidas de enquadram na Emergência de Saúde Pública Internacional declarada pela OMS, na sequência da epidemia por um novo coronavírus.

O número de mortos devido ao Covid-19 na China continental subiu hoje para 1.868, ao mesmo tempo que foram registados 1.886 novos casos de infeção, num total de 72.436 infetados.

Além de 1.868 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

Embora cerca de trinta países tenham casos diagnosticados com Covid-19, a China regista perto de 99% do total global de infetados.

HN // ZO

Lusa/fim

(Visited 45 times, 1 visits today)

You might be interested in