Biden encontrou-se com viúva e filha de Navalny

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, esteve reunido com a viúva (Yulia Navalnaya) e a filha (Dasha Navalnaya) do opositor russo Aleksei Navalny, que morreu na passada sexta-feira.

Segundo o site Notícias ao Minuto, o encontro aconteceu em São Francisco, na Califórnia, nesta quinta-feira, e serviu para que Biden pudesse “expressar as suas condolências sentidas pela perda terrível”, revelou a Casa Branca em comunicado.

“O presidente expressou a sua admiração pela coragem extraordinária de Aleksei Navalny e pelo seu legado de luta contra a corrupção e por uma Rússia livre e democrática”, lê-se na nota.

Biden “enfatizou” que este legado “continuará” através das pessoas na Rússia e no mundo inteiro que “lamentam a sua perda e lutam pela liberdade, democracia e direitos humanos”.

O presidente norte-americano “afirmou que o seu executivo vai anunciar novas sanções significativas contra a Rússia amanhã [sexta-feira] em resposta à morte” de Navalny, à “repressão e agressão da Rússia” e “a sua guerra brutal e ilegal na Ucrânia”.

Alexei Navalny morreu aos 47 anos, numa prisão do Ártico, onde cumpria uma pena de 19 anos.

Os serviços penitenciários da Rússia indicaram que Navalny se sentiu mal depois de uma caminhada e perdeu a consciência.

Destacados dirigentes ocidentais, a família e apoiantes do opositor responsabilizam Vladimir Putin pela sua morte.

A família de Navalny pretende que o corpo do opositor seja entregue, tendo a sua mãe, Lyudmila Navalnaya, apresentado uma ação na quarta-feira num tribunal de Salekhard, perto da prisão onde o filho morreu.

Lyudmila Navalnaya contestou a recusa das autoridades em libertar o corpo, segundo a agência de notícias estatal russa TASS, que acrescentou que uma audiência, à porta fechada, foi marcada para o próximo dia 4 de março.

As tentativas para recuperar o corpo começaram no dia após a morte do seu filho, altura em que era desconhecido o paradeiro do corpo.

(Visited 19 times, 1 visits today)

You might be interested in