Biden elogia sindicatos e papel dos trabalhadores na economia

O Presidente norte-americano, Joe Biden, destacou hoje a importância das organizações sindicais e elogiou os trabalhadores americanos no desenvolvimento económico, por ocasião da celebração do Dia do Trabalhador, nos Estados Unidos.

Num discurso em Filadélfia, Joe Biden falou sobre a forma como a economia está a recuperar da pandemia e sobre o trabalho da sua administração para melhorar as infraestruturas do país, citando ainda a importância dos sindicatos na construção da classe média.

“Neste Dia do Trabalhador, estamos a celebrar os empregos, empregos bem pagos, empregos onde se pode criar uma família, empregos sindicalizados”, disse Biden.

À medida que se aproxima um período eleitoral, o democrata Biden está a tentar recuperar terreno entre os eleitores da classe trabalhadora que deixaram de votar nos democratas e mudaram a sua lealdade para o antigo Presidente Donald Trump e para o Partido Republicano.

No seu discurso, Biden analisou o trabalho de Trump na criação de empregos e comparou-o com o antigo Presidente Herbert Hoover, que liderou o país no início da Grande Depressão, tendo sido derrotado pelo democrata Franklin D. Roosevelt.

Trump “deixou o cargo com menos empregos na América do que quando foi eleito para o cargo”, afirmou Biden, que discursava perante uma multidão de membros de sindicatos de várias indústrias e concentrou-se no impacto que as políticas da sua administração tiveram sobre os trabalhadores.

O Dia do Trabalhador celebra-se hoje nos EUA num momento em que os sindicatos norte-americanos ameaçam realizar várias greves, em particular do sindicato United Auto Workers, com 146 mil elementos, ligado ao setor automóvel.

Biden disse que não acreditava numa greve do setor, mas o líder do sindicato, Shawn Fain, respondeu de imediato, dizendo-se “chocado” com as palavras do Presidente, reafirmando a ameaça de paralisação, caso não se verifique um acordo até 14 de setembro.

O sindicato está pedir aumentos salariais, uma semana de trabalho mais curta e a restauração das pensões tradicionais por parte da indústria automóvel.

Biden fez o seu discurso dias depois de ter sido anunciada a criação de 187 mil postos de trabalho em agosto, embora a taxa de desemprego tenha subido de 3,5% para 3,8%, o nível mais alto desde fevereiro de 2022.

Biden tem utilizado decretos executivos para promover a organização dos trabalhadores, encorajou pessoalmente os esforços de sindicalização em gigantes empresariais como a Amazon e autorizou o financiamento federal para ajudar as pensões dos membros dos sindicatos.

Na semana passada, o governo Biden propôs uma nova regra que tornaria 3,6 milhões de trabalhadores americanos elegíveis para o pagamento de horas extras, o aumento mais generoso em décadas.

“Agora vocês vão receber horas extras”, disse hoje o presidente à multidão.

O 36.º Desfile Anual do Dia do Trabalho ‘Tri-State’ e Celebração da Família em Filadélfia é organizado por uma estrutura que junta mais de 100 sindicatos locais que representam mais de 150 mil trabalhadores.

PJA // RBF

Lusa/Fim

(Visited 25 times, 1 visits today)

You might be interested in