Biden destaca que jornalismo é fundamental para uma sociedade livre

O Presidente norte-americano, Joe Biden, defendeu hoje que o jornalismo é essencial para uma sociedade livre e destacou a sua vontade de responsabilizar todos aqueles que procuram silenciar a voz da imprensa.

“O jornalismo não é crime, é fundamental para uma sociedade livre”, disse o chefe de Estado em comunicado por ocasião do 30.º aniversário do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, reiterando o compromisso do seu país de “responsabilizar todos aqueles que procuram silenciar essas vozes essenciais para a governação transparente e confiável”.

Biden enfatizou que nenhum jornalista, norte-americano ou de qualquer outra nacionalidade, deveria ter de arriscar a sua vida em busca da verdade.

O Presidente fez uma menção especial a Evan Gershkovich, jornalista está sob custódia das autoridades russas desde o final de março por acusações de espionagem, e Austin Tice, que desapareceu na Síria em agosto de 2012 enquanto cobria a guerra naquele país.

“Nenhuma família deveria ter que suportar a dor que vi as suas famílias suportarem. Em muitos lugares do mundo, autocratas e os seus apoiantes continuam a reprimir a imprensa livre e independente através de censura, represálias, ameaças, ações judiciais, assédio, desinformação, prisões e ataques físicos”, lamentou.

Biden enfatizou que “jornalistas corajosos em todo o mundo mostraram repetidamente que não serão silenciados ou intimidados” e enfatizou que os Estados Unidos os apoiam.

Esta ajuda materializa-se através de “mais recursos do que nunca” para a formação de jornalistas em segurança física e digital, trabalhando com outros parceiros no lançamento de um novo fundo dedicado à prestação de assessoria jurídica a repórteres ou com a ajuda à Iniciativa de Promoção da Integridade e Resiliência da Informação, que apoiará a imprensa livre e independente.

Também o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, assinalou a data expressando “profunda gratidão aos notáveis ​​jornalistas e profissionais da imprensa em todo o mundo, cujo trabalho garante o fluxo de informações e ideias que formam a força vital de sociedades livres e abertas”.

“Muitos Governos usam a repressão para silenciar a liberdade de expressão, inclusive através de represálias contra jornalistas por simplesmente fazerem o seu trabalho. Pedimos novamente às autoridades russas que libertem imediatamente o repórter do Wall Street Journal, Evan Gershkovich, e todos os outros jornalistas detidos por exercerem a liberdade de expressão”, apelou Blinken.

MYMM // PDF

Lusa/Fim

(Visited 11 times, 1 visits today)

You might be interested in