Biden admite que teve uma “noite má” no debate contra Trump

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reconheceu hoje que teve falhas durante o debate presidencial contra o ex-Presidente republicano Donald Trump, mas prometeu continuar na corrida eleitoral.

Numa entrevista a uma estação radiofóncia no eleitoralmente importante estado de Wisconsin, o Presidente admitiu que “cometeu um erro” há uma semana durante o debate.

“Tive uma noite má. O facto é que estraguei tudo”, lamentou o Presidente, que procura um segundo mandato na Casa Branca.

“Enganei-me (…) mas aprendi com o meu pai que quando se cai, levantamo-nos e vamos ganhar estas eleições; vamos derrotar Donald Trump, tal como fizemos em 2020”, prometeu Biden.

Depois do debate televisivo com o candidato republicano – onde por vezes Biden não conseguiu acompanhar o fio da conversa ou as suas palavras não foram compreendidas – o Presidente tem enfrentado uma pressão crescente para abandonar a sua candidatura.

Analistas políticos, meios de comunicação, doadores democratas e dois membros do Congresso apelaram publicamente a Biden para retirar a nomeação.

Duas sondagens realizadas após o debate da semana passada e publicadas na quarta-feira também revelaram que a vantagem de Trump em estados-chave aumentou desde a noite do debate.

Uma sondagem do Wall Street Journal mostra que Trump pode vencer com 48% dos votos sobre Biden, que ficaria com 42%.

Entretanto, uma sondagem do jornal The New York Times revela que a vantagem de Trump sobre Biden aumentou três pontos após o debate, passando a uma diferença de 49% para 43%.

Na entrevista radiofónica de hoje, Biden falou diretamente aos eleitores do Wisconsin – que é um dos estados-chave para o resultado final das eleições de 05 de novembro – especialmente para a comunidade afro-americana, cujo voto fortaleceu a vitória do democrata em 2020.

“Não tive um bom debate, mas foram apenas 90 minutos; vejam tudo o que fiz em 3 anos e meio”, insistiu Biden, enumerando uma série de “conquistas” do seu Governo, incluindo medidas económicas.

O Presidente criticou Trump por dizer durante o debate que os migrantes estão a roubar empregos da população negra nos EUA.

“O que ele está a fazer é vergonhoso, referindo empregos ‘negros’ como se a única coisa que os negros pudessem fazer fosse trabalho manual; é isso que ele está a fazer e é assim que ele vê as coisas”, argumentou Biden na entrevista.

RJP // PDF

Lusa/Fim

(Visited 12 times, 1 visits today)

You might be interested in