Costa diz que ficaria “muito surpreendido” com o Natal sem estado de emergência

O primeiro-ministro afirmou hoje que ficaria “muito surpreendido” se não vigorar o estado de emergência no Natal, alegando que o conteúdo das medidas que estão a ser adotadas são menos intensas, mas com maior extensão temporal.

“Ficaria muito surpreendido se não houvesse estado de emergência no Natal, porque isso significa que a evolução do combate à epidemia teria sido muito rápida”, declarou António Costa em conferência de imprensa.

António Costa assumiu esta perspetiva depois de ter anunciado novas medidas contra a covid-19 tomadas na sexta-feira em Conselho de Ministros no âmbito da prorrogação do estado de emergência.

PMF // JPS

Lusa/fim

(Visited 11 times, 1 visits today)

You might be interested in